Projeto Sementes – Papo reto no Menino Chorão – 27/4/19

A ECCOS conitnuou no último sábado com o projeto sementes na comunidade Menino Chorão (Região do Campo Belo).

Veja fotos da nossa roda de conversa com as mulheres do bairro, onde falamos sobre como enfrentar algumas questões urgentes do local como a falta de iluminação pública, a falta de acesso ao atendimento básico de saúde e outras dificuldades.

 

 

Anúncios

Novo Podcast da ECCOS: Periferia do Mundo

podcast-PdM#1

Você conhece a história por trás da biblioteca Popular do Jd Sto Antônio?
Tá na hora de conhecer mais sobre isso com nosso coordenador Lucas Pontes… ouça nosso podcast Periferia do Mundo e fique por dentro desse trabalho social desenvolvido pela ECCOS.

É curtinho, porém cheio de conteúdo! Ouça agora aqui!

Reunião sobre o Centro de Saúde no Jd Sto Antônio

 

WhatsApp Image 2019-04-09 at 19.12.27

A ECCOS participou semana passada de uma reunião (convocada por nós e à pedido da Associação de Moradores do Jd Sto Antonio) com a coordenação da regional sudoeste da secretaria de saúde de Campinas, representada pela Sra. Deise.

A reunião contou também com a presença do Sr. Manoel (Presidente da Ass. Moradores Jd Sto Antonio), do Sr. Waldir (Conselheiro de saúde local), da Sra. Wanice (coordenadora do CS Sto Antonio) e do coordenador geral da ECCOS, Lucas Pontes.

A discussão se deu entorno do atraso na ampliação/reforma do posto de saúde local, que deveria terminar no final de Abril, mas irá terminar provavelmente só mesmo no começo de Junho/19. Conforme esclarecido pela coordenação regional, este atraso é “normal” e está dentro do esperado pela administração.

Outros importantes assuntos foram tratados nesta reunião:

Médicos
O CS Sto Antonio conta atualmente com apenas 2 médicos, para atender cerca de 14 mil pessoas, o que é obviamente inviável.
A administração regional esclareceu que eles estão esperando a chegada de mais profissionais por meio de um concurso, que estaria programado para este ano (segundo semestre).
O programa Mais Médicos anterior foi cancelado pelo presidente Bolsonaro, e a atual versão do programa não teve adesão. Além disso, conforme bem esclareceu a coordenadora regional, a maioria dos médicos nao querem trabalhar na periferia, ou mesmo distante de suas residências, e preferem trabalhar em hospitais ou grandes centros. Como já era esperado, porém a estupidez da presidência preferiu mandar os médicos cubanos (que atendiam especialmente as regiões periféricas e distantes) embora do programa.
A secretaria disse ainda que tenta a realocação de médicos, mas não consegue, pois falta médico na cidade toda.
Outro agravante é que muitos médicos estão se aposentando este ano (ou nos próximos), pra fugir da reforma da previdencia.
A situação é caótica para a periferia em geral.

Equipamentos
Serão realocados equipamentos de outras unidades para o CS Sto Antonio, após a ampliação/reforma estar completa.
Fomos avisados que o equipamento Autoclave (utilizado na esterilização de utensílios médicos) não vai existir mais nas unidades, tudo será encaminhado e centralizado para o hospital Ouro Verde e haverá uma logística aplicada para isso.
Outros equipamentos estão em falta porque a prefeitura nao destina dinheiro para isso.

Reforma/ampliação
Soubemos nesta reunião que a obra não contempla a reforma do prédio atual, só a sua ampliação.
A reforma, necessária, possivelmente será feita depois e pela própria secretaria de saúde, por uma equipe de reparos e pintura, porém sem data de previsão.

A ampliação será concluída até final de Maio, segundo a secretaria e até final de Junho segundo os trabalhadores da empresa na obra.
Essa prorrogação de até 60 dias está prevista no calendário da obra e já é esperada pela secretaria de saúde.

Outros Profissionais
Foram destinados mais 3 técnicos de enfermagem e 2 agentes de saúde/atendentes para o CS Sto Antonio.

Conferência de saúde
Tivemos a participação ativa do Sr. Waldir, da coordenadora Wanice e de outros conselheiros de saúde daqui da região.

Remédios
Segundo a secretaria, houveram problemas com a distribuição, e isso está sendo regularizado dentro de uns 2 meses.

Estaremos acompanhando a situação em geral.