Nota oficial da ECCOS sobre o 2º turno das eleições de 2018.

eccos-contraBolsonaro

A ECCOS reafirma, assim como outras organizações e entidades sociais, que repudia a candidatura e o projeto de governo de Jair Bolsonaro.

Somos e sempre fomos contra setores ultra-conservadores que visam o retrocesso da sociedade, principalmente com candidatos preconceituosos, de moral fascista e sem nenhum respeito à vida alheia, como o é Jair Bolsonaro.

Moralmente, Bolsonaro representa o pior dessas eleições e dos últimos tempos, sem respeito à vida de indígenas, LGBTs e minorias, apresenta ainda um discurso racista e sem respeito à história e o sofrimento de negros e negras no Brasil, que tanto lutamos para superar.

Economicamente Bolsonaro representa, sem nenhum preparo ou conhecimento., um grande retrocesso à economia e aos direitos conquistados dos trabalhadores e trabalhadoras.
Apoiado por setores que não querem a evolução do pais, setores como as bancadas do boi, da bala e da bíblia (do mercado e manipuladores da fé) que não querem largar o poder com sua velha política carregada de muito retrocesso, financiado pela indústria de armas e empresários que querem a diminuição dos direitos dos trabalhadores para pagar menos, explorar mais e aumentar seus lucros milionários às custas de uma escravidão moderna.

São tempos difíceis estes em que vivemos, que exigem de nós uma grande reflexão sobre o rumo que o Brasil pode tomar, nesse momento precisamos analisar nossas escolhas com a razão mais que com a emoção.

Nossa ação não se resume no voto, mas passa por ele. Pedimos que todos nós possamos votar com consciência do perigo que nos afronta neste momento.
Vencer essa batalha e trazer a tranquilidade social, é essencial para o nosso progresso coletivo e pensar no próximo é necessário, principalmente aos mais marginalizados de nossa sociedade, aos periféricos.

Neste segundo turno das eleições nacionais, querem nos conquistar pelo medo, para depois nos governar facilmente, forçosamente.

Grandes empresários, grande mídia, maçons, exército, o famoso “mercado”… A nossa elite do atraso, que agora te oferece Bolsonaro como um cristão salvador da pátria e dos bons costumes, aquele mesmo que tem como grande ídolo um torturador militar, que prega o assassinato como solução para os “bandidos”, aquele que prega a perseguição aos “vermelhos” e à todos que se opõem à ele.

Deixamos claro aqui que não temos medo de tais tentativas de intimidação.
Continuaremos agindo e denunciando nossos adversários políticos e sociais, porque temos lado.

Somos contra o projeto de poder por trás do Bolsonaro.
Somos contra a manipulação através do medo e desinformação.

A ECCOS indica aqui por meio desta nota que contra Bolsonaro, e seu projeto de poder militar e excludente, não há o que discutir, o único voto possível neste segundo turno é em Haddad, 13.

Anúncios