Cá Entre Nós – Políticas Fascistas do governo Bolsonaro… e você com isso?

CEN geral

No próximo dia 22 de Junho a ECCOS irá realizar um importante debate aberto no auditório do sindicato da construção civil (Centro de Campinas).

Trata-se de um diálogo sobre como as políticas fascistas sendo implementadas pelo governo Bolsonaro afetam nossas comunidades e nosso cotidiano social.

Este diálogo está sendo construído entre parceiros sociais comprometidos com as questões populares e o trabalho de base na cidade de Campinas.

Assim sendo, no evento estarão presentes na mesa, apresentando questões a serem discutidas, diversos integrantes de movimentos sociais e lideranças comunitárias de Campinas, veja a relação abaixo:

  • Leila Dumaresq (Filósofa – integrante do Grupo Identidade)
  • Mariana Davi (Socióloga – integrante do Levante Popular da Juventude)
  • Robenildo Noberto (Economista – integrante do Projeto Prometheus)
  • Lúcia Gomes (Diretora da Cooperativa Habitacional Vipcooper – integrante da União dos Movimentos de Moradia)
  • Manoel Pereira (Presidente da Associação de Moradores do Jardim Santo Antônio – liderança comunitária da região Ouro Verde)
  • Carmem Souza (Presidente da Oficina Cultural da Mulher – liderança da comunidade Menino Chorão)
  • Lucas Pontes (Jornalista – coordenador geral da ECCOS)

Esta iniciativa da ECCOS e parceiros é aberta ao público geral, que queira discutir conosco a nossa realidade atual frente ao governo de extrema-direita de Bolsonaro.

Serviço:
Evento: Cá Entre Nós – Políticas Fascistas do governo Bolsonaro… e eu com isso?
Local – Rua Barão de Jaguara, 636 / auditório do Sindicato da Construção Civil (Centro)
Data: 22/06/2019 – Sábado.
Horário – 9h.

Contamos com a presença de todos e vamos em frente.

 

Anúncios

Projeto Sementes na Biblioteca Popular do Jd Sto Antonio – 5/5/19

Atividades realizadas na Biblioteca Popular que fica na sede da associação do bairro Jd Sto Antonio.

Projeto Sementes – Oficinas sócio-culturais promovidas pela ECCOS com crianças. Veja abaixo fotos da Oficina de Comunicação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Novo Podcast da ECCOS: Periferia do Mundo

podcast-PdM#1

Você conhece a história por trás da biblioteca Popular do Jd Sto Antônio?
Tá na hora de conhecer mais sobre isso com nosso coordenador Lucas Pontes… ouça nosso podcast Periferia do Mundo e fique por dentro desse trabalho social desenvolvido pela ECCOS.

É curtinho, porém cheio de conteúdo! Ouça agora aqui!

Reunião sobre o Centro de Saúde no Jd Sto Antônio

 

WhatsApp Image 2019-04-09 at 19.12.27

A ECCOS participou semana passada de uma reunião (convocada por nós e à pedido da Associação de Moradores do Jd Sto Antonio) com a coordenação da regional sudoeste da secretaria de saúde de Campinas, representada pela Sra. Deise.

A reunião contou também com a presença do Sr. Manoel (Presidente da Ass. Moradores Jd Sto Antonio), do Sr. Waldir (Conselheiro de saúde local), da Sra. Wanice (coordenadora do CS Sto Antonio) e do coordenador geral da ECCOS, Lucas Pontes.

A discussão se deu entorno do atraso na ampliação/reforma do posto de saúde local, que deveria terminar no final de Abril, mas irá terminar provavelmente só mesmo no começo de Junho/19. Conforme esclarecido pela coordenação regional, este atraso é “normal” e está dentro do esperado pela administração.

Outros importantes assuntos foram tratados nesta reunião:

Médicos
O CS Sto Antonio conta atualmente com apenas 2 médicos, para atender cerca de 14 mil pessoas, o que é obviamente inviável.
A administração regional esclareceu que eles estão esperando a chegada de mais profissionais por meio de um concurso, que estaria programado para este ano (segundo semestre).
O programa Mais Médicos anterior foi cancelado pelo presidente Bolsonaro, e a atual versão do programa não teve adesão. Além disso, conforme bem esclareceu a coordenadora regional, a maioria dos médicos nao querem trabalhar na periferia, ou mesmo distante de suas residências, e preferem trabalhar em hospitais ou grandes centros. Como já era esperado, porém a estupidez da presidência preferiu mandar os médicos cubanos (que atendiam especialmente as regiões periféricas e distantes) embora do programa.
A secretaria disse ainda que tenta a realocação de médicos, mas não consegue, pois falta médico na cidade toda.
Outro agravante é que muitos médicos estão se aposentando este ano (ou nos próximos), pra fugir da reforma da previdencia.
A situação é caótica para a periferia em geral.

Equipamentos
Serão realocados equipamentos de outras unidades para o CS Sto Antonio, após a ampliação/reforma estar completa.
Fomos avisados que o equipamento Autoclave (utilizado na esterilização de utensílios médicos) não vai existir mais nas unidades, tudo será encaminhado e centralizado para o hospital Ouro Verde e haverá uma logística aplicada para isso.
Outros equipamentos estão em falta porque a prefeitura nao destina dinheiro para isso.

Reforma/ampliação
Soubemos nesta reunião que a obra não contempla a reforma do prédio atual, só a sua ampliação.
A reforma, necessária, possivelmente será feita depois e pela própria secretaria de saúde, por uma equipe de reparos e pintura, porém sem data de previsão.

A ampliação será concluída até final de Maio, segundo a secretaria e até final de Junho segundo os trabalhadores da empresa na obra.
Essa prorrogação de até 60 dias está prevista no calendário da obra e já é esperada pela secretaria de saúde.

Outros Profissionais
Foram destinados mais 3 técnicos de enfermagem e 2 agentes de saúde/atendentes para o CS Sto Antonio.

Conferência de saúde
Tivemos a participação ativa do Sr. Waldir, da coordenadora Wanice e de outros conselheiros de saúde daqui da região.

Remédios
Segundo a secretaria, houveram problemas com a distribuição, e isso está sendo regularizado dentro de uns 2 meses.

Estaremos acompanhando a situação em geral.