Reunião da ECCOS na COHAB/SEHAB

A ECCOS se reuniu hoje com os diretores Andrea e Marcelo da SEHAB para tratar de assuntos relacionados à dois bairros onde atuamos, veja um pouco do que foi abordado na reunião:

Menino Chorão:

Iluminação pública – Foi contratada pela COHAB junto à CPFL, está atrasada desde Outubro passado e sem prazo de conclusão.
Regularização – Em andamento, porém sem previsão – compromisso para 2023/2024
Área de lazer – SEHAB vai tentar mobilizar máquina para nivelar a área do campo
COHAB/SEHAB afirma que Sanasa foi autorizada a colocar relógios individuais.
SEHAB vai acionar a Guarda Municipal para rondas noturnas na área do Menino Chorão, devido aos casos de violência contra mulher.

Jd Sto Antônio:

Correios – SEHAB vai mandar ofício cobrando a regularização das entregas.
Novo contrato com a COHAB será tratado direto com a Associação de Moradores do bairro em reunião a ser marcada com previsão para Março apenas.
Praças serão demarcadas oficialmente somente ao final da regularização e após isso é preciso cobrar da prefeitura a implementação dos espaços e aparelhos.

Roda de conversa no Menino Chorão – Dezembro

No Domingo passado realizamos mais uma roda de conversa com a comunidade Menino Chorão, a última do ano.

Desta vez tivemos também a presença da Mara Marques e outros parceiros da comunidade.

Falamos sobre o grupo de mulheres e as melhorias que precisam ser feitas na organização local, além do projeto de final de ano da Mara para as crianças do bairro.

Ano que vem tem mais!

Aldeia Cultural 2019 – parte 2 – Menino Chorão

A segunda parte do nosso projeto Aldeia Cultural 2019 foi enorme!
Uma grande vitória da organização coletiva e popular e um enorme sucesso sócio-cultural!

A Oficina Cultural da Mulher, organização social que lidera as atividades da comunidade Menino Chorão (Jd Columbia), promoveu com a nossa ajuda um dia inteiro de brincadeiras, oficinas culturais, café da manhã comunitário, almoço voluntário, doações de kits e brinquedos e muito mais…

Esta iniciativa contou com muitos parceiros, como a Mara Marques que é uma ativista social presente regularmente na comunidade e que forneceu voluntariamente um almoço com lanches de hamburguer artesanal feitos na hora para a comunidade, além de doces para a festa.

Outro parceiro importante foi o coletivo Minha Campinas (através da Cláudia), que nos ajudou na articulação de grupos para realizar atividades e voluntariado no evento.

Vamos listar e agradecer aqui outros grupos/ativistas que também participaram dessa organização:

Instituto Rizoma (Ecobrinquedoteca)
UniMetrocamp (Atividades Pedagógicas)
ISBET (doações)
Bem Me Quer Solidário (doações)
Identidade Popular (ajuda estrutural)

Voluntári@s: Andrea – Kenia – Sabrina – Ane – Thelma – Shirley – Lucia – Beatriz – Juliana – Rodrigo Marques – Nathaly – alunas de pedagogia.

Oficina Cultural da Mulher: Carmem – Vanessa – Patrícia – Silvania – Lau – Cida – Kathleen – Thainá – Wellington… entre outr@s.

Equipe ECCOS: Lucas, Joyce, Alzira, Anderson, Anyta, Mila, Alice, Thaís, Allan e Diogo.

Veja fotos de mais esse sucesso cultural, coletivo e popular:

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Aldeia Cultural é um projeto que busca a organização coletiva e a interação de grupos e organizações que queiram participar de um dia recheado de atividades pensadas para as crianças de uma comunidade periférica. Os reflexos sociais desta iniciativa são visíveis e duradouros, ao colocar a criança como protagonista e ao criar laços entre setores da sociedade campineira e a periferia.