Nota oficial da ECCOS sobre o 2º turno das eleições de 2018.

eccos-contraBolsonaro

A ECCOS reafirma, assim como outras organizações e entidades sociais, que repudia a candidatura e o projeto de governo de Jair Bolsonaro.

Somos e sempre fomos contra setores ultra-conservadores que visam o retrocesso da sociedade, principalmente com candidatos preconceituosos, de moral fascista e sem nenhum respeito à vida alheia, como o é Jair Bolsonaro.

Moralmente, Bolsonaro representa o pior dessas eleições e dos últimos tempos, sem respeito à vida de indígenas, LGBTs e minorias, apresenta ainda um discurso racista e sem respeito à história e o sofrimento de negros e negras no Brasil, que tanto lutamos para superar.

Economicamente Bolsonaro representa, sem nenhum preparo ou conhecimento., um grande retrocesso à economia e aos direitos conquistados dos trabalhadores e trabalhadoras.
Apoiado por setores que não querem a evolução do pais, setores como as bancadas do boi, da bala e da bíblia (do mercado e manipuladores da fé) que não querem largar o poder com sua velha política carregada de muito retrocesso, financiado pela indústria de armas e empresários que querem a diminuição dos direitos dos trabalhadores para pagar menos, explorar mais e aumentar seus lucros milionários às custas de uma escravidão moderna.

São tempos difíceis estes em que vivemos, que exigem de nós uma grande reflexão sobre o rumo que o Brasil pode tomar, nesse momento precisamos analisar nossas escolhas com a razão mais que com a emoção.

Nossa ação não se resume no voto, mas passa por ele. Pedimos que todos nós possamos votar com consciência do perigo que nos afronta neste momento.
Vencer essa batalha e trazer a tranquilidade social, é essencial para o nosso progresso coletivo e pensar no próximo é necessário, principalmente aos mais marginalizados de nossa sociedade, aos periféricos.

Neste segundo turno das eleições nacionais, querem nos conquistar pelo medo, para depois nos governar facilmente, forçosamente.

Grandes empresários, grande mídia, maçons, exército, o famoso “mercado”… A nossa elite do atraso, que agora te oferece Bolsonaro como um cristão salvador da pátria e dos bons costumes, aquele mesmo que tem como grande ídolo um torturador militar, que prega o assassinato como solução para os “bandidos”, aquele que prega a perseguição aos “vermelhos” e à todos que se opõem à ele.

Deixamos claro aqui que não temos medo de tais tentativas de intimidação.
Continuaremos agindo e denunciando nossos adversários políticos e sociais, porque temos lado.

Somos contra o projeto de poder por trás do Bolsonaro.
Somos contra a manipulação através do medo e desinformação.

A ECCOS indica aqui por meio desta nota que contra Bolsonaro, e seu projeto de poder militar e excludente, não há o que discutir, o único voto possível neste segundo turno é em Haddad, 13.

Anúncios

Nota oficial da ECCOS sobre as eleições de 2018

meme8

A ECCOS se junta às organizações e entidades sociais que repudiam a candidatura e o projeto de governo de Jair Bolsonaro.

Na realidade nunca deixamos de denunciar e nos posicionar contra essa tentativa de tomada do governo por setores ultra-conservadores, fascistas e moralmente atrasados como é a candidatura de Jair Bolsonaro.

Moralmente ele representa o que há de pior em anseios humanos que batalhamos cotiadianamente para superar e vencer.

Economicamente ele representa um retrocesso absurdo nas relações de trabalho e nos setores mais estratégicos de nossa indústria.

Bolsonaro não é apenas uma simplista imagem da velha política brasileira, ele não está sozinho. Por trás de suas bravatas fascistas há setores que não querem largar o poder e por consequência não querem deixar nosso país evoluir.
São eles as chamadas bancadas do boi, da bala e da bíblia, verdadeiros funcionários lobbistas da indústria de armas, do agronegócio e do mercado da fé (que na bíblia são lembradas como problema, não solução, gerando até uma ação direta de Jesus, ao destruir suas tendas em frente ao templo).

Precisamos mesmo tirá-los da frente e infelizmente com estes não há diálogo, é preciso agir.

Pedimos, humildemente, que todos nós possamos refletir se queremos esses setores governando nossa vida em sociedade.

Nossa ação não se resume no voto, mas passa por ele. Pedimos que todos nós possamos votar com consciência do perigo que nos afronta neste momento. Vencer essa batalha e trazer a tranquilidade social, é essencial para o nosso progresso coletivo.

Sabemos da dificuldade e sabemos também os por quês dela.
Porque não querem que você pense.
Porque querem nos dividir em dois, para nos conquistar pelo medo e nos governar facilmente, forçosamente.
Porque querem nos manipular ainda mais.

Seguimos alertando: Promovem o caos, para depois te dizer
em quem votar como salvador da pátria. É uma tática velha.
Por isso somos contra esta polarização de crença cega, ódio e medo.

Desde 2013 estão desestabilizando nosso país de fora pra dentro.
Os mesmo setores estão por trás das recentes investidas contra o nosso delicado equilíbrio social, não é difícil, a desigualdade é enorme e eles tem meios.
Grandes empresários, grande mídia, maçons, exército, rentismo… A nossa elite do atraso.
Primeiro ofereceram Aécio como o salvador, aquele que manda matar por telefone, não deu certo né.
Depois de mais uma série de eventos agora te oferecem Bolsonaro, aquele que tem como ídolo um torturador militar.

Sabemos, porque sempre estivemos com eles, que a periferia e seus diversos tipos de trabalhadores não estiveram organizando nada disso.

Sabemos quem foi. Vimos o que queriam.
Avisamos, alertamos e fomos muitas vezes ignorados.
Continuaremos agindo e denunciando nossos adversários políticos e sociais, porque temos lado.

Somos contra o projeto de poder por trás do Bolsonaro.
Somos contra essa manipulação que te chega por mensagens de medo e desinformação.
Somos contra essa polarização disfarçada de bem e mal.
Somos muito mais que apenas dois.

Humildemente… te pedimos: Não caia nessa de novo.
O nosso futuro agradece.

Nessas eleições, por favor, não pense em lados…
Escolha a sua opção.
Vamos em frente.
– Coordenação ECCOS

 

Abaixo veja outras imagens criadas pela ECCOS em campanha contra a desinformação e a candidatura de Bolsonaro nas redes sociais e aplicativos de mensagens.

 

Nota da ECCOS sobre os acontecimentos recentes em nossa dita democracia: Você sabia?

images_cms-image-000580382

Nota da ECCOS sobre os acontecimentos recentes em nossa dita democracia:

Você sabia?

Você sabia que a maioria da população ainda é pobre?
Você sabia que o país é governado por representantes ilegítimos da imensamente pequena elite nacional?
Você sabia que derrubaram, com um golpe político (não um impeachment), uma presidente eleita (Dilma) pela maioria da população?
Você sabia que perseguiram políticos adversários, inclusive suas famílias?
Você sabia que mandaram o exército para “controlar” a periferia do RJ?
Você sabia que mataram ativistas políticos e sociais, incluindo uma nova liderança do partido de esquerda que mais cresce (PSOL), justamente no RJ?
Você sabia que a justiça deles mandou prender sem provas um ex-presidente e líder maior do partido que sofreu o golpe (Lula)?
Você sabia que o STF negou um habeas corpus à ele, para que seja preso logo e não participe das eleições (nas quais ele é o líder com folga nas pesquisas)?
Você sabia que a grande mídia apoiou tudo isto, produziu notícias falsas e controla a verdade à todo momento?
Você sabia que essa grande mídia é também um dos principais componentes do setor financeiro do país e age de acordo com seus interesses de lucro próprio?
Você sabia que o desemprego aumenta, o salário congela, e os investimentos sociais foram todos parados?
Você sabia que a petrobrás já foi terceirizada e teve seus pontos estratégicos “vendidos” à empresas estrangeiras?
Você sabia que retiraram vários direitos trabalhistas nossos?
Você sabia que estão tirando nossa aposentadoria?
Você sabia que a elite nunca foi contra a corrupção, pelo contrário é o motor dela?
Você sabia que fomos manipulados pela grande mídia e pelos grandes empresários deste país, nos fazendo realizar protestos sem rumo e acreditar em muitas fake news, apenas para que eles reassumissem o governo e promovessem tudo em prol do lucro deles?
Você sabia que a internet, e suas redes sociais, são impulsionadas por robôs (programação para fazer postagens) pagos pelos grandes empresários e políticos da direita para influenciar sua opinião à todo momento?
Você sabia que a PM, que sempre foi ditadora na periferia, agora está babando para assumir abertamente essa postura?
Você sabia o quanto a “justiça” brasileira é elitista?
Você sabia que o exército e a grande mídia estão abertamente coagindo e censurando não só a verdade, mas também o que resta de justiça neste país?
Você sabia que as mulheres foram sistemanticamente retiradas dos cargos de governo?
Você sabia que todas esses fatos são características óbvias de uma ditadura civil que permanece na ativa, com traços militares?

Se não sabia, procure saber, você está sendo usado e abusado modernamente.
Se sabia, porque não faz nada?

Neste triste momento de nossa nação, ou da falta dela, nada disso deve ser esquecido, nada disso deve ser tolerado por nós.
Nós, da ECCOS, continuaremos tentando fazer algo pelas verdades não televisionadas (ou não postadas), pelos direitos sociais, pela transformação social.
Se quiser fazer algo conosco, já passou da hora.
Vamos em frente.

 

Lucas Abeid Pontes
Coordenador Geral – ECCOS